Embrapa inova contra ’mal do Panamá’

  • M.A. Dita Rodriguez

Press/Media: Public Engagement Activities

Description

Pesquisadores do laboratório virtual da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) na Holanda criaram um inédito método de diagnóstico de uma nova cepa do chamado "mal do Panamá", doença que tem devastado plantações de banana ao redor do mundo. Em parceria com uma equipe da Universidade de Wageningen, os pesquisadores brasileiros desenvolveram uma forma de abreviar a detecção do fungo batizado como "Tropical 4", mais agressivo do que qualquer organismo já conhecido. A nova tecnologia, descoberta pela Embrapa em menos de um ano, reduz de quatro meses para até seis horas o tempo de diagnóstico da doença, o que pode acelerar decisões sobre isolar áreas infectadas ou erradicar pomares. Além disso, será possível fazer os testes para detectar o DNA do fungo em tecidos de plantas, dispensando o complexo processo de isolamento do fungo em laboratório. A maior rapidez também deve reduzir custos e evitar prejuízos a produtores e indústrias processadoras. A metodologia criada pela Embrapa, que terá impacto positivo global, foi publicada neste mês na revista científica internacional "Plant Pathology". "Essa raça, que está na Ásia e Oceania, deve chegar logo à América Central e pode repetir a história dos anos 60", alerta o pesquisador cubano-brasileiro Miguel Ángel Dita Rodriguez, que ajudou a desenvolver o novo método no Labex Europa
Period23 Feb 2010

Media coverage

1

Media coverage